Brucelose Canina

Antes de acontecer o cruzamento, os dois cães devem ser testados para brucelose.

Você sabe o que é?

A doença brucelose canina é causada por um pequeno organismo bacteriano chamado Brucella Canis, tem como principal meio de transmissão o contato sexual entre os cães, além do sêmen infectado (abriga um grande número de bactérias). Entre 3 e 11 semanas pós - infecção caracterizando a doença como venéreo – transmissível, também podem  ser transmitidas através de ingestão provenientes de material abortado como o feto e placenta e secreções, urina e materiais contaminados.

 

Também é porta de entrada do agente a mucosa oral, porem, é sabido que a contaminação pode ocorrer através da mucosa nasal, conjuntival (interior das pálpebras) e genital, pele lesada e por meio da placenta e até mesmo pela saliva. Estudos mostram que a contaminação de fêmeas sadias por machos infectados, através do ato sexual, esta mais frequente do que a transmissão de uma fêmea infectada para um macho sadio.

A doença é considerada uma zoonose, podendo manifestar no homem, principalmente em laboratoristas, tratadores e pessoas em contato direto com os cães infectados.


Esta bactéria afeta principalmente os órgãos reprodutivos dos cães, podendo afetar igualmente machos e fêmeas. A Brucelose Canina pode causar infertilidade e abortos tardios em cadelas. Nos machos, pode causar inflamação testicular ou escrotal e infertilidade. Esta desagradável doença, também pode causar a morte de filhotes ou pode fazer com que eles estejam muito fracos no momento do nascimento levando a morte dias depois.

Nas fêmeas, os principais sintomas são: morte embrionária precoce, aborto no terço final da gestação, altas taxas de natimortalidade, fetos expelidos mortos na hora do parto.

Nos machos teremos infertilidade, inchaço escrotal, dermatite escrotal, aumento de volume do epidídimo e atrofia testicular nos cães que desenvolvem processos crônicos.

O diagnóstico baseia-se no histórico clínico do animal, acompanhado de sorologia (exame específico no soro sanguíneo). O procedimento que confirma a presença da Brucella, uma vez o animal sendo soropositivo (teste sorológico positivo para brucelose), é o isolamento desse agente em secreções orgânica ou tecido.

O tratamento pode ser realizado mediante a utilização de antibióticos indicados especificamente para a doença. Sempre deve ser lembrado que a brucelose é uma zoonose, portanto pode ser transmitida para seres humanos.

O primeiro passo para a prevenção e controle da doença é confirmar a presença da Brucella nos animais do canil ou em seu cão/cadela.

Antes de acontecer o cruzamento, os dois cães devem ser testados para brucelose.

Só devem acasalar se ambos tiverem resultado do exame sorológico negativo. Isso garante que os animais não sejam infectados durante o acasalamento.

 

Quando um cão for identificado como positivo no teste sorológico, ele deve ser isolado e tratado até que a infecção seja eliminada. Para tal devem ser realizados testes a cada quatro meses. A identificação e isolamento dos animais positivos é o único método eficiente de prevenção e controle em canis, pois medidas sanitárias e antibioticoterapia não evitam a transmissão para animais não infectados.

O tratamento de um animal soropositivo para brucelose é o isolamento até ser soronegativo (teste sorológico negativo). Consulte seu médico veterinário para saber quais os cuidados e riscos. Não esqueça que a brucelose pode passar para os seres humanos.

M. Assub/Canil Ecopastor Brasil


, 11/10/2018

Entre em contato

Ninhadas

Tell   Chakira

Tell x Chakira

Nascimento: 12/01/2020

  Conheça

Tell x Chakira

Nascimento: Nascimento: 12/01/2020
Machos: 5
Fêmeas: 3
Disponíveis: 2
Yanny   Heide

Yanny x Heide

Nascimento: 20/01/2020

  Conheça

Yanny x Heide

Nascimento: Nascimento: 20/01/2020
Machos: 2
Fêmeas: 1
Disponíveis: 2
Yanny   Nana

Yanny x Nana

Nascimento: 15/02/2020

  Conheça

Yanny x Nana

Nascimento: Nascimento: 15/02/2020
Machos: 5
Fêmeas: 2
Disponíveis: 1